Alice, do Hello Venus, venceu a batalha judicial que travava com a agência do qual fez parte antes de se juntar à Fantagio!

05/05/2018

De acordo com o veículo Asia Economy, no dia 30 de abril, a Corte Central do Distrito de Seoul condenou a ex-agência de Alice, identificada como A Entertainment, a pagar para Alice um total de 80 milhões de wons (aproximadamente 75 mil dólares) como indenização.

Para quem não estava a par da treta antes, pega a pipoca e senta aqui com a tia Annelise, que a história é longa!. Em 2009, Alice começou a promover sob os cuidados da A Entertainment usando o nome artístico de 'Ora'. A bonita e a agência começaram a se desentender e entrar em conflitos por causa de diferenças de opinião no figurino de Alice. Ela pediu uma mudança de figurino para facilitar as promoções, já que o figurino proporcionado pela agência era limitador em suas performances, mas seus pedidos foram repetidamente ignorados pela agência. 

Em 2010, o MV que Alice lançou sob o nome Ora foi classificado como inapropriado para exibição em televisão, já que foi considerado como conteúdo 19+ por causa do figurino revelador e da coreografia provocante. Em 2011, Alice entrou com uma ação para anular seu contrato com a empresa, prestando queixas de que não recebeu treinamento e alojamento apropriados, como a empresa prometera em contrato. Alice ainda denunciou o CEO da A Entertainment por assédio moral, dizendo que ele a fazia se sentir humilhada e insultava constantemente a integridade de Alice.

.
Um ano depois, em 2012, Alice assinou com a Fantagio e começou as promoções com o Hello Venus. Nisso, sua ex-agência entrou com uma ação judicial contra Alice, declarando que ela não cumpriu sua agenda com a A Entertainment mesmo depois que eles lhe supriram com lições de canto e dança, assim como figurino e orçamento para um MV, pedindo uma indenização de 80 milhões de won por suas supostas perdas financeiras que a ausência de Alice causou.
.
Entretanto, Alice foi firme em seus argumentos, denunciando sua ex-agência e dizendo que ela não recebeu nem treinamento e nem administração apropriados da A Entertainment. Alice ainda revelou que a agência lhe devia 2 milhões de won em pagamentos diversos por seu trabalho como idol. Para piorar, a bonita também disse que a agência fazia demandas abusivas, como a mandar como atração para estabelecimentos voltados ao entretenimento adulto (leia-se voltados a atividades sexuais).
.
Alguns anos de novela judicial depois, a corte judicial acabou dando ganho de causa para Alice. O juiz que emitiu a sentença contra a A Entertainmet declarou que as acusações da agência diziam que Alice violara seu contrato e não realizou suas atividades devidamente, mas que eles não tinham nenhuma evidência disso, então a corte não aceitou as acusações contra Alice.


Oremos para que cada vez mais os resultados das sentenças judiciais, especialmente nos casos das mulheres idols, sejam justos com as verdadeiras vítimas da indústria do entretenimento. Sabemos que tem muitos idols que dão aquele olê em suas agências, mas né, muito mais fácil uma agência abusar de seu poder para forçar seus idols e trainees a fazerem coisas que não são da vontade deles.

#AnneliseL
CR; Allkpop